Airbnb para pessoas, não para empresas

Status alterado para: Não Planejada

Este conteúdo foi traduzido do Inglês para Português do Brasil e republicado de @Stephan2. Não podemos garantir uma precisão exata e agradecemos sua compreensão!

 



 

O Airbnb começou como um serviço de compartilhamento entre pessoas. Os hóspedes estão em busca de uma experiência nova e pessoal na casa de alguém. Os anfitriões querem oferecer a melhor experiência possível para as pessoas em suas casas.

Agora eu vejo cada vez mais empresas usando o Airbnb para alugar casas. Algumas dessas empresas estão alugando até 100 casas diferentes. Isso não é mais compartilhamento, não vejo a diferença entre isso e um hotel comum. Essas casas são usadas apenas para fins de aluguel o ano inteiro e buscam o maior lucro possível. Isso fez com que cidades como Berlim, Barcelona e Paris mudassem suas regulamentações tornando quase impossível usar o Airbnb como pessoa física.



Dessa forma, gostaria de pedir que o Airbnb voltasse a ser como ele era no início, quando as pessoas compartilhavam sua própria casa ou um quarto em sua casa e que tornasse impossível empresas com inúmeros apartamentos de lucrar no Airbnb. Elas estão prejudicando as boas intenções de muitos anfiriões.



 Resposta da Airbnb

 

Nós gostamos muito do fato de que a comunidade de anfitriões do Airbnb se importa com a missão e o futuro do Airbnb. Ano passado, os anfitriões fizeram uma pergunta parecida durante uma sessão de perguntas no Airbnb Open. Você pode assistir ao vídeo completo na Central da Comunidade.

 

Temos a missão de criar um mundo onde todos se sintam em casa. Para que isso aconteça, iremos sempre trabalhar com nossa comunidade de anfitriões para criar uma plataforma mais inclusiva que ajude as pessoas a encontrar um lugar onde elas se sintam acolhidas, respeitadas e mais uma vez parte de uma comunidade.

 

Essa é a principal razão pela qual nossa plataforma está sempre em expansão. No começo, o Airbnb era apenas uma plataforma para colchões de ar. Aos poucos, fizemos a transição para quartos e depois para casas inteiras. Agora estamos expandindo para experiências globais que mudam a forma como as pessoas viajam.

 

Isso não significa que nos importamos menos com nossos anfitriões individuais, pelo contrário: estamos sempre pensando em novas maneiras de empoderar nossos anfitriões. Ano passado nós lançamos as co-hospedagens e a hospedagem de experiências para fornecer soluções em nossa plataforma que ampliam as oportunidades econômicas dos nossos anfitriões para além de suas residências privadas.

 

O empoderamento dos nossos anfitriões permite que nossa comunidade dê suporte a viajantes do mundo inteiro apesar da grande variedade de estilos de hospedagem e regulamentações que regem o compartilhamento de casas nas diferentes regiões do mundo. Continuamos firmes em nosso compromisso ( https://www.airbnbcitizen.com/community-compact/) de trabalhar com cidades enfrentando restrição de moradia para garantir que a nossa plataforma não está afetando a oferta de moradias.


Além disso, continuaremos a trabalhar de perto com nossos anfitriões em iniciativas como o Host Voice para termos a certeza de que eles sintam que existe um espaço onde podem estabelecer diálogos abertos e que nos vejam como parceiros na definição do futuro do compartilhamento de casas.

Comentários
Administrator
Status alterado para: Não Planejada
 
cancelar
Mostrando resultados para 
Pesquisar então 
Você quer dizer: