Sugestão de como proibir visitas sem ser antipático

Teresa162
Level 4
State of Pernambuco, Brazil

Sugestão de como proibir visitas sem ser antipático

Olá pessoal,  

 

Estou num pequeno dilema pois meu flat é muito bonitinho mas tem um inconveniente: eu preciso ficar muiiiito atenta para evitar que ele seja alugado para fins de programa.  Hoje tive que recusar uma consulta de reserva que tinha todos os indícios de que seria de uma profissional do sexo. Pois bem, ao fazer a recusa, o airbnb questiona o motivo e coloquei que não me sinto confortável com o hóspede. Ao final fui orientada a fixar regras da casa mais claras. 

Pesquisei outros anúncios de flats e apartamento pequenos e não encontrei  nenhuma sugestão de como proibir que o hóspede receba visitas.

Fico com receio de ser antipática se colocar expressamente que é proibido receber visitas pois pode acontecer de algum hóspede ter amigos ou parentes na cidade.

O que vcs sugerem?

 

Obrigada 

70 Respostas 70
Lucas99
Level 2
Sao Paulo, Brazil

na verdade, em qualquer regimento interno de qualquer condomínio, a responsabilidade é do proprietário e não de quem loca....

Eduardo1449
Level 2
São Paulo, Brazil

@Lucas99  Na verdade, a partir do momento em que o hóspede aluga, a responsabilidade se torna dele. Inclusive se o hóspede quebrar algo, sumir com a chave, etc, ele quem irá se responsabilizar em pagar o prejuízo, logo o responsável é o HÓSPEDE .

Jairo14
Level 2
Atibaia, Brazil

Ao locar a casa  é  importante  demonstrar ao  hospede que ele  comprou  a liberdade de estar em uma casa completa, mas terá  como  ônus  a responsabilidade por comportamentos,  atitudes e danos.    Desta forma pode  levar visitantes mas informe o anfitrião  para registro e verificação  se terá  custo adicional.  

Leonardo-Manoel0
Level 2
Porto Alegre, Brazil

Não tem como fazer isso sem ser antipático. Não tenho formação para determinar se isso é ilegal, mas...

Isso é extremamente antipático e diminui muito os atrativos da locação. 

 

Posso entender isso em pessoas que alugam quartos, mas a grande vantagem de alugar um apartamento inteiro é ter certas liberdades, como cozinhar, andar a vontade e... Receber visitas ! 

Pelo amor de deus, imagine um solteiro que viaja por um mês , aluga um apartamento inteiro... E precisar transar num MOTEL? 

Pasmem, as pessoas que viajam também tem vida sexual ativa hahaha 

Denise1365
Level 5
State of Santa Catarina, Brazil

Basta informar ao anfitrião e pagar pela estadia da(o) parceira(o)

Leonardo-Manoel0
Level 2
Porto Alegre, Brazil

Denise, você quer que seu hóspede ligue às duas da madrugada pra avisar que está levando uma menina da balada pra casa ? 

 

Pq não creio que ninguém aqui esteja falando de alguém ficar dias a mais 

Denise1365
Level 5
State of Santa Catarina, Brazil

@Leonardo-Manoel0 Eu não quero que ele ligue às duas da manhã porque meu imóvel não é motel. Se isso acontecer ele será expulso no exato momento em que eu souber. Pois foge às regras (que estão claras no anúncio) com as quais todos concordam ao reservar. Se quer levar uma puta pra trepar, leve pra sua casa ou a um motel. 

Denise1365
Level 5
State of Santa Catarina, Brazil

Eu não quero que ele ligue às duas da manhã porque meu imóvel não é motel. Se isso acontecer ele será expulso no exato momento em que eu souber. Pois foge às regras (que estão claras no anúncio) com as quais todos concordam ao reservar. Se quer levar uma puta pra trepar, leve pra sua casa ou a um motel. 

Jairo14
Level 2
Atibaia, Brazil

Sou a favor do hospede ter a mesma liberdade  que teria em sua casa.   Nos diferenciando  dos hoteis.

Oswaldo57
Level 2
Rio de Janeiro, Brazil

Concordo com a Cintia. Pode- se receber qualquer pessoa, contando que nao prejudique o apto e a paz dos vizinhos

Depois dessa ultima discussão está bem claro o porque é importante esses parametros estarem bem descritos no contrato.

Pedro Cumuruxatiba
Cíntia19
Level 3
São Paulo, Brazil

Na verdade a sua manifestação que possui equívocos bem graves e absurdos.

  1. Não existe proibição de visitas em nenhum meio de hospedagem, ninguém viaja para outro lugar para ficar isolado sem receber familiares, amigos ou amantes, ainda mais viagem a lazer que é o principal negócio do Airbnb. O airbnb não é um cárcere privado.
  2. Regras de condomínio não estão acima de lei alguma. Se um condomínio proibir a entrada de um negro ou homossexual, não significa que o condomínio sempre tem razão. Isso constitui crime, o que não faltam são processos contra condomínios pelo Brasil.
  3. Para constituir um bordel ou casa de prostituição, são necessárias duas garotas no mínimo. Uma pessoa só num lugar se prostituindo NÃO forma um bordel. No Brasil é proibido a exploração sexual e cafetinagem como casas de prostituição fazem. Agora uma pessoa se prostituindo por vontade própria não é nada ilícito.
  4. Você tem o direito de proibir comércio sim no seu espaço mas para isso você deve provar que a pessoa está usando para fins comerciais. Se não provar aí sim constitui crime de calúnia, difamação, constrangimento e danos morais. Eu acho bem difícil você conseguir distinguir cada pessoa que entra sendo cliente ou amigo ou amante, muito menos provar que a pessoa está pagando para ter relações.
  5. Enfim acusações sem provas só vai lhe trazer problemas, uma pessoa ter vida sexualmente ativa não constitui crime nenhum. São somente opiniões sem fundamento algum querendo problematizar e estigmatizar uma mulher ter vários parceiros enquanto de homens ninguém reclama, nome disso é machismo e é uma vergonha em pleno século 21 ter que ler umas coisas ridículas dessas
Martiniano1
Level 2
Goiânia, Brazil

Repleta de razão !!! @Cíntia19  é uma pena que muito és anfitriões insistem em ser superiores a lei do País !!

Cíntia19
Level 3
São Paulo, Brazil

Lembrando que o Airbnb é uma plataforma para hospedagem e não um cárcere privado 😉

Cíntia19
Level 3
São Paulo, Brazil

Não pode mesmo, você mesmo acabou de dizer que ela pode estipular uma quantidade para não causar desordem no prédio, agora proibir não pois viola a autonomia do hóspede sobre o espaço pago.

 

Não sei qual o problema numa pessoa receber visitas independente do que sejam num espaço pelo qual ela pagou. Eu quero ver quem vai ser o troxa que vai viajar pra um lugar e ficar proibido de receber pessoas em casa, ser obrigada a sair do cômodo que está pra ver algum amigo ou familiar.

 

Nunca vi essa palhaçada em nenhum lugar dos vários países que eu já conheci, só nesse Brasil terceiro mundo mesmo sem noção de gestão turística. Nem flat nem hotel proíbem visitas. Imagine um apartamentozinho de Airbnb, por favor né!

Alyson48
Level 5
State of Pernambuco, Brazil

Nossa, que comentário infeliz sobre "terceiro mundo". Boa sorte na argumentação da próxima vez. 

Alyson Lima
Denise1365
Level 5
State of Santa Catarina, Brazil

Fala muita bobagem sem respaldo legal, chuta demais.  Você deve ter pelo menos o mínimo de conhecimento sobre o tema antes de sair falando tanta bobagem. 

May
Community Manager
Community Manager
London, United Kingdom

@Cíntia19 eu sou a May e gerencio a comunidade em língua portuguesa para o Airbnb. Primeiro, eu gostaria de te agradecer por você iniciar uma discussão aqui na comunidade e compartilhar sua opinião.  É importante essa troca!

Eu também gostaria de pedir por gentileza para você ter em mente as diretrizes aqui da comunidade que não permite tom ofensivo/provocativo e preza a colaboração respeitosa entre os membros. Queremos continuar mantendo aqui um espaço seguro para todos discutirem e compartilharem suas ideias - mesmo que opostas.

Muito obrigada!
Abraço,

May

 

 

 

Fabricio50
Level 10
State of Pernambuco, Brazil

"Portanto,  pode sim, o hóspede restringir visitantes ao imóvel locado, dependendo das características do mesmo, sem se preocupar em ser vencido em quaisquer demadas judiciais."

 

No lugar de hóspede,  leia-se anfitrião

Fabricio50
Level 10
State of Pernambuco, Brazil

A lei que rege as locações no Brasil é a lei do inquilinato n° 8245/91 e a locação que os anfitriões fazem, tendo o Airbnb como intermediário, é uma locação por temporada, prevista na citada lei, precisamente no artigo 48 e seguintes. 

 

Nessa relação locatícia, anfitrião e hóspede mais o Airbnb, podem pactuar tudo que a lei não proibir.

 

Injúria racial, racismo e preconceito não é a mesma coisa de proibir visitantes no imóvel locado, uma coisa não tem nada a ver com a outra, sendo mais claro, o anfitrião não poderá proibir visitas ao imóvel locado em função da cor, raça,  religião,  sexualidade, por exemplo, isso é crime.

 

Todavia,  o anfitrião pode sim proibir visitantes que excedam ao número previsto na quantidade máxima colocada no anúncio, então,  se o imóvel locado for para uma pessoa, o hóspede estará proibido de trazer quaisquer visitantes.

 

Imaginemos que a pessoa loca um imóvel que somente pode receber até 5 pessoas por dia, em função de infraestrutura e logística do imóvel que não comporta mais pessoas do que isso, então, só por aí,  já estaria justificado a proibição de visitantes que excedesse aquele número, pelo óbvio.

 

No raciocínio da permissão irrestrita de visitantes, que é um sofisma, mesmo o imóvel não comportando,  por carecer de logística, por exemplo, o hóspede poderia trazer quantas pessoa quisesse, desde que na alcunha de "visitante", 10 pessoas, 15 pessoas ou mais, além do que o permitido no anúncio? A resposta é um retumbante  não. 

 

Portanto,  pode sim, o hóspede restringir visitantes ao imóvel locado, dependendo das características do mesmo, sem se preocupar em ser vencido em quaisquer demadas judiciais.

 

Por derradeiro, devemos adotar princípios aceitos por todo o ramo do direito que é a razoabilidade e a boa fé e devemos saber que opinião cada um tem a sua, mas princípios jurídicos, hermenêutica, exegese,  jurisprudência e lei são coisas, que na grande maioria das vezes, não se coadunam com as opiniões, o senso comum ou do que é moralmente correto no imaginário das pessoas.

 

Dessa forma, antes de especular ou vaticinar alguma coisa sobre direito,  é prudente consultar um bom advogado da área.

Cíntia19
Level 3
São Paulo, Brazil

Explore os artigos da Central de Recursos

Como preparar sua acomodação para os hóspedes
Dicas de anfitriões no Airbnb Plus: como dar um toque único à sua acomodação
Ajude os hóspedes durante as estadias